Reeleito nos EUA, Obama fala em esperança e afirma "que o melhor ainda está por vir"

Reeleito nos EUA, Obama fala em esperança e afirma "que o melhor ainda está por vir"

candidato democrata de 51 anos driblou a crise econômica e conseguiu se reeleger presidente dos Estados Unidos por mais quatro anos

Reeleito com cerca de metade dos votos dos eleitores americanos, Barack Obama disse a apoiadores em Chicago, após a confirmação da sua vitória nas eleições desta terça-feira (6), que vai buscar diálogo com o rival republicano Mitt Romney. "Quero me sentar com ele e ver no que podemos trabalhar juntos para fazer com que os Estados Unidos avancem", disse Obama.







A mensagem do democrata é a de que é preciso deixar para trás a acalorada disputa eleitoral. "Nós batalhamos de modo ferrenho, mas apenas porque amamos profundamente este país."

De acordo com o presidente reeleito, essas discussões, muitas vezes "barulhentas", são "uma marca da liberdade" existente no país.

"Nós não podemos nos esquecer de que, neste momento, pessoas em nações distantes estão arriscando suas vidas apenas pela chance de discutir sobre os assuntos que importam, pela chance de votar como nós fizemos hoje."





Com a economia, considerada pelos eleitores como o principal tema dessas eleições, ainda patinando, e uma taxa de desemprego de 7,9%, Obama prometeu à população que "o melhor ainda virá".

"Nessas eleições, vocês, o povo americano, foram lembrados de que, apesar de o nosso caminho ter sido difícil, de a nossa jornada ter sido longa, nós nos levantamos, nós lutamos e sabemos que, para os Estados Unidos, o melhor ainda virá", afirmou Obama, que discursou depois de receber um telefonema de Romney em que o republicano reconheceu a derrota.

"Nossa economia está se recuperando, uma década de guerra está terminando, uma longa campanha eleitoral terminou. E não importa se eu ganhei seu voto ou não, eu ouvi você, e aprendi com você, e você me fez um presidente melhor."







ROMNEY

Eleições Americanas 2012 Em um discurso curto, Romney reconheceu derrota para o adversário democrata. Sem aparentar frustração, Romney disparou uma frase que sintetiza seus esforços em 18 meses de campanha estafante. "Nós demos tudo de nós nessa campanha", discursou em Boston.

"Não acredito que qualquer esforço dos nosso partido no passado se comparou ao que fizemos neste ano."

Efetivamente, o republicano pediu votos até o último minuto. Após uma maratona eleitoral por cinco Estados na segunda-feira, ele ainda visitou dois Estados no dia da votação.

O candidato derrotado deixou de lado o criticismo contra o adversário, expondo somente que o país está num "ponto crítico" e que "democratas e republicanos", em qualquer nível do poder público, precisam colocar as pessoas "acima da política".

Fonte: Folha