Restaurante mexicano é decorado com 10 mil ossos de animais

O restaurante conceitual, chamado de 'Hueso’ (‘osso’ em espanhol), é fiel ao seu nome, utilizando ossos de animais como decoração do local.

Um novo restaurante, localizado em Guadalajara, no México, está chamando a atenção por possuir uma decoração nada comum.

O restaurante conceitual, chamado de 'Hueso’ (‘osso’ em espanhol), é fiel ao seu nome, utilizando ossos de animais como decoração do local.

O arquiteto mexicano Ignacio Cadena é o cérebro por trás do projeto assombroso, que brinca com os elementos escultóricos de esqueletos desconstruídos. A fachada do edifício, da década de 1940, foi revitalizada e composta por telhas de cerâmica feitas à mão, com padrões de ziguezague que se assemelham a pontos e padrões de costura.

No interior, milhares de ossos adornam as paredes, alguns sendo reais e outros apenas réplicas feitas de alumínio fundido. "Influenciado por uma visão darwiniana, quase cada centímetro quadrado vertical do interior, está coberto com mais de 10.000 ossos recolhidos", explicou Cadena.

Você pode encontrar mandíbulas pintadas de branco, vértebras, crânios e tantas outras partes em exposição, alinhados sobre prateleiras ou empilhados nos cantos. Eles combinam perfeitamente com os utensílios de cozinha brancos colocados em exposição, lembrando aos clientes do fato de que os ossos eram usados como garfos e colheres por seres humanos. Um único osso paira sobre a porta de entrada, como uma dica do que se encontra dentro do local.

Embora uma decoração baseada no esqueleto de animais soe macabro, o interior de Hueso é surpreendentemente elegante. Sua estética agradável e ‘clean’, combinada com a área recuperada de assentos de madeira e com a cozinha exposta, proporcionam um espaço acolhedor que deixa os clientes à vontade.

Não se sabe se vegetarianos ou ativistas defensores de animais se sentiriam confortáveis no Hueso, mesmo que seja apenas para comer uma salada.






Fonte: Jornal Ciência