Resultados: Referendo no Sudão foi "pacífico e crível"

Divulgação dos resultados oficiais deve acontecer em fevereiro

A missão de observadores enviada pela União Europeia (UE) para acompanhar o referendo de independência do Sudão do Sul afirmou nesta segunda-feira (17) que a votação foi "pacífica e crível", dois dias após o fechamento das urnas.

O chefe da missão, Veronique de Keyser, definiu o referendo.

- Os termos que melhor correspondem são pacífico e crível. Se eu tivesse que resumir o modo como o referendo aconteceu, diria que foi uma votação livre e pacífica.

Os sudaneses do sul compareceram em massa à votação, que começou no dia 9 de janeiro e terminou no último sábado (15). Agora, aguardam pela divulgação dos resultados oficiais do referendo.

O Comitê para o Referendo de Autodeterminação do Sul do Sudão anunciou que a apuração dos votos da consulta popular começaria logo após o fechamento das urnas. O resultado definitivo do pleito será conhecido no dia 14 de fevereiro.

A realização do referendo é um dos pontos do acordo de paz assinado em 2005 entre o governo central de Cartum e os rebeldes do sul, após 20 anos de guerra que deixaram 2 milhões de mortos.

O conflito no sul do Sudão eclodiu em 1983, quando o regime de Cartum impôs a lei islâmica em todo o país. Os insurgentes de maioria cristã e animista se revoltaram contra a decisão e iniciaram o conflito.

Fonte: R7, www.r7.com