Roda-gigante é movida pela força humana e malabarismos na Índia

Roda-gigante é movida pela força humana e malabarismos na Índia

Funciona como uma rodinha de hamster: quem corre no centro faz toda a estrutura girar.

Mesmo quando falta energia, a diversão não acaba na Índia. Quem faz o mecanismo das rodas-gigantes funcionar são homens corajosos, que arriscam suas vidas para mover os brinquedos. Funciona como uma rodinha de hamster: quem corre no centro faz toda a estrutura girar. Eles também usam o peso do próprio corpo, pendurados nos carrinhos que descem, para aumentar a velocidade. As fotos impressionantes foram feitas em Nova Délhi, mas a prática é comum em vários países da Ásia, frequentemente atingidos por cortes de energia e apagões.

Além de mover a estrutura, eles escalam e fazem perigosos malabarismos, sem nenhum equipamento de segurança. Como o movimento não é controlado por máquinas, a velocidade da roda-gigante pode ser muito maior do que estamos acostumados por aqui. O brinquedo é realmente radical ? para quem empurra e também para os passageiros. Muitos parques de diversão da região usam geradores e até baterias de carro para funcionar, mas o jeito mais barato ainda é contratar trabalhadores que encantam os visitantes com sua coragem.


Roda-gigante é movida pela força humana e malabarismos na Índia

Roda-gigante é movida pela força humana e malabarismos na Índia

Roda-gigante é movida pela força humana e malabarismos na Índia

Fonte: Globo