Satélite tailandês mostra 300 objetos flutuantes no oceano na busca pelo avião da Malaysia Airlines

Satélite tailandês mostra 300 objetos flutuantes no oceano na busca pelo avião da Malaysia Airlines

Objetos, que vão de dois a 15 metros de comprimento, estavam espalhados por uma área cerca de 2.700 quilômetros a sudoeste de Perth, no sul do Índico

Imagens de satélite tailandês mostraram 300 objetos flutuantes no sul do Oceano Índico, durante uma busca pelo avião desaparecido da Malásia, informou uma autoridade nesta quinta-feira.

Os objetos, que vão de dois a 15 metros de comprimento, estavam espalhados por uma área cerca de 2.700 quilômetros a sudoeste de Perth, no Sul do Oceano Ìndico, de acordo com as Agência de Desenvolvimento de Tecnologia Espacial e Geo-Informática.

- Mas não podemos confirmar que eles são destroços do avião - disse o diretor-executivo da agência, Anond Snidvongs.

Ele disse que a informação tinha sido passada para a Malásia.

As fotos foram tiradas pelo único satélite de observação da Terra da Tailândia na segunda-feira, mas precisava de alguns dias para ser processada, acrescentou Anond.

Ele disse que os objetos foram vistos cerca de 200 quilômetros de distância de uma área em que as imagens de satélite francês anteriormente mostraram 122 objetos potenciais na busca do Boeing 777, que desapareceu em 8 de março, com 239 pessoas a bordo .

A Tailândia enfrentou críticas depois de anunciar mais de uma semana depois do desaparecimento do jato que seu radar tinha detectado uma aeronave desconhecida minutos depois da última transmissão do voo MH370 sobre sua localização.

A Força Aérea da Tailândia disse que não relatou a informação mais cedo porque o avião não foi considerado uma ameaça.

O avião Malaysia Airlines se presume ter caído no Oceano Índico após misteriosamente ter se desviado de seu caminho de Kuala Lumpur para Pequim e aparentemente voar por horas na direção oposta.

Fonte: OGlobo