Segurança de Obama aparece morto após "affair" com mexicana

Agente do Serviço Secreto aparentemente cometeu suicídio, diz "CNN".

Um agente do Serviço Secreto dos Estados Unidos que fazia a segurança do presidente Barack Obama foi encontrado morto, de acordo com a "CNN", após a revelação de que ele teria mantido uma relação amorosa com uma mulher mexicana. Trata-se aparentemente de um caso de suicídio, ainda segundo a emissora americana.

A morte de Rafael Prieto, de 48 anos, foi confirmada na última quinta-feira (2) pelo Serviço Secreto americano, que só então revelou o caso - o corpo foi encontrado pelo órgão no último sábado (27). A morte está sendo investigada pelo Departamento de Polícia em Washington em conjunto com uma equipe médica.

Um funcionário da Justiça afirmou à emissora que Prieto sofria um processo administrativo do Serviço Secreto devido à sua ligação com a mulher mexicana, mas que ele não havia sido punido por isso. "Não há nada que indique que qualquer informação confidencial tenha sido revelada devido a esse relacionamento", disse o funcionário à "CNN".

Enquanto as autoridades investigavam a existência do relacionamento de Prieto com a mulher, o acesso dele ao Serviço Secreto havia sido suspenso, ainda de acordo com a emissora.

A causa oficial da morte não foi informada pelo governo americano, de acordo com a "CNN".

Fonte: G1