Encontrado o 6º corpo após naufrágio; 14 seguem desaparecidos

Encontrado o 6º corpo após naufrágio; 14 seguem desaparecidos

Bombeiros encontraram o corpo de um homem no navio Costa Concordia durante a madrugada desta segunda-feira (16)

Bombeiros encontraram o corpo de um homem no navio Costa Concordia durante a madrugada desta segunda-feira (16). Com a localização, sobe para seis o número de mortos e ao menos 14 pessoas permanecem desaparecidas.

O naufrágio da embarcação, que levava 3.200 passageiros e 1.000 tripulantes, ocorreu na sexta-feira (13) na costa italiana. O Itamaraty informou que 57 brasileiros estavam a bordo.

O corpo localizado nesta madrugada estava em uma área não inundada do navio. O homem era um passageiro e vestia um colete salva-vidas. A identidade não foi revelada.

O acidente, ocorrido próximo à ilha de Giglio, a cerca de 40 quilômetros da costa, também deixou pelo menos 40 feridos, dois deles em estado grave.

Desaparecidos

Entre os desaparecidos estão quatro italianos: um pai de 36 anos e sua filha de 5 anos, além de duas mulheres sicilianas de 49 e 50 anos que estariam bem segundo os socorristas, mas cuja família não conseguiu entrar em contato.

Dois norte-americanos também não foram encontrados: a embaixada dos Estados Unidos informou em sua página do Facebook que 118 de 120 passageiros americanos foram encontrados.

Também há dois casais franceses e uma pessoa de nacionalidade não revelada entre os desaparecidos. A nacionalidade dos tripulantes desaparecidos não foi informada.

No domingo, três pessoas foram resgatadas com vida do interior do barco. Marrico Giampetroni, comissário-chefe de bordo do navio foi retirado e içado de helicóptero, pois tinha uma perna quebrada. Ele foi levado a um hospital da cidade de Grosseto, no continente.

O acesso ao tripulante foi difícil, porque os resgatistas tiveram de atravessar regiões alagadas dentro do navio, que virou e está parcialmente submerso no Mar Mediterrâneo.

Lua de mel

Também no domingo um casal sul-coreano que estava viajando em lua de mel havia sido resgatado de dentro do barco. Bombeiros que trabalhavam na parte emersa do Costa Concordia ouviram seus gritos de socorro. Hye Jim Jeong e Kideok Han, de 29 anos, haviam embarcado no navio na cidade de Civitavecchia, poucas horas antes.

Equipe da tripulação foi vista em botes de embarque domingo de manhã, com o seu equipamento de mergulho, que incluía um capacete especial com uma luz frontal.

Eles então foram vistos tocando o casco com as mãos perto do corte de 50 metros de comprimento onde a água inundou e causou a virada do navio.

O acidente

O navio chocou-se contra uma rocha, encalhou em um banco de areia próximo à ilha de Giglio, na Toscana, região central da Itália, teve seu casco quebrado, virou e ficou parcialmente submerso.

No total, 12 navios e 9 helicópteros foram mobilizados para verificar se há alguém no mar, segundo o porta-voz da capitania de Livorno, Emilio Del Santos.

A capitania de Livorno, o maior porto da Toscana, anunciou a abertura de uma investigação sobre a causa do acidente e como os passageiros foram resgatados.

A "caixa-preta" do navio, dispositivo com o registro da sua trajetória, já foi encontrada e está sendo examinada. Francesco Verusio, procurador-chefe de Grosseto, disse que o exame deve estar pronto em dois dias.

Brasileiros

Havia 53 brasileiros a bordo - 47 passageiros e 6 tripulantes -, mas não há notícias de brasileiros entre os mortos, feridos ou desaparecidos, segundo o Itamaraty.

A empresa Costa Cruzeiros, por intermédio de sua assessoria de imprensa no Brasil, deixou disponíveis os seguintes números de telefone para informações sobre os brasileiros, em São Paulo: 55-11-2123-3673 e 55-11-2123-3679.

Fonte: G1