Socorristas buscam crianças em escola após tornado em Oklahoma, nos EUA

Ainda não há dados oficiais sobre os danos causados pela última passagem do tornado no Oklahoma.

Equipes de resgate realizam intensas buscas em meio ao escombros deixados na cidade de Moore após a nova passagem de um grande tornado no Estado do Oklahoma, no centro dos Estados Unidos. Imagens e informações da rede local KFOR dão especial atenção para os trabalhos realizados na área da escola primária Plaza Towers, cujas fundações foram amplamente afetadas pelos fortes ventos nessa segunda-feira. Ainda não há dados oficiais sobre os danos causados pela última passagem do tornado no Oklahoma.

Este imenso tornado chegou poucas horas depois que na madrugada de domingo outros tornados sacudiram o estado e causaram a morte de pelo menos duas pessoas, além de deixar quase 30 feridos e 300 casas destruídas. Nos últimos dias, fortes tempestades sacodem a região central dos EUA, na qual nascem os tornados, e o alerta das autoridades se estende por uma vasta área que compreende desde o Texas, ao sul, até a zona dos Grandes Lagos, ao norte.

O Serviço Nacional de Meteorologia previu pelo menos 10% de chances de tornado em partes de Texas, Oklahoma, Arkansas, Kansas, Missouri e Illinois. Em áreas de quatro outros Estados - Wisconsin, Indiana, Michigan e Iowa - a chance é de 5%. A região de maior risco inclui Joplin, no Missouri, que na quarta-feira marca os dois anos de um violento tornado que matou 161 pessoas.

A tempestade de domingo causou danos a centenas de imóveis, e aproximadamente 7 mil clientes estavam sem energia em Oklahoma. A governadora Mary Fallin decretou estado de calamidade em 16 condados. A temporada de tornados nos Estados Unidos estava excepcionalmente tranquila até a semana passada, quando um deles atingiu Granbury, no Texas, matando seis pessoas.



Fonte: Terra