Suspeitos de estupro coletivo de estudante indiana são indiciados

Suspeitos de estupro coletivo de estudante indiana são indiciados

Cinco homens foram indiciados por estupro, sequestro e homicídio.

A polícia indiana indiciou formalmente nesta quinta-feira (3) os cinco supostos autores do estupro coletivo da jovem estudante indiana que morreu em consequência da agressão.

Os cinco homens foram indiciados por estupro, sequestro e homicídio, segundo o tribunal de Saket, sul de Nova Délhi.

Os cinco suspeitos são maiores de idade, têm entre 19 e 35 anos, e o sexto acusado, que teria 17 anos, deve ser julgado por um tribunal de menores, e está sendo submetido a exames para a comprovação da idade.

A jovem, que não teve a identidade revelada, saiu de um cinema no dia 16 de dezembro e pegou um ônibus com o namorado. No veículo, ela foi agredida de maneira selvagem e estuprada por seis homens embriagados.

Durante a agressão, ela foi atingida por uma barra de ferro e depois jogada do veículo em movimento.

A imprensa do país também informou que os estupradores tentaram atropelar a vítima depois do ataque.

Os acusados podem ser condenados à pena de morte na Índia.

Os estupros coletivos acontecem quase todos os dias na Índia e muitos não são denunciados pelas vítimas, que não confiam no sistema judiciário e temem a reação dos policiais.

Mas a natureza particularmente selvagem deste ataque provocou a revolta da população e levou o governo a prometer mais segurança para as mulheres, além de penas mais severas para os crimes sexuais.

Em função disso, os advogados do tribunal de Nova Délhi anunciaram que se negam a defender os suspeitos.

A primeira audiência do tribunal do distrito de Saket, ao sul da capital federal, começará com a apresentação de um relatório de 1.000 páginas da polícia.

Fonte: G1