Temendo tsunami, centenas de filipinos fogem do litoral

Caminhões do Exército foram colocados de prontidão para caso o nível de alerta ser aumentado

Centenas de moradores de zonas costeiras em três províncias do norte das Filipinas começaram a fugir para áreas mais altas na sexta-feira por causa do risco de tsunami, apesar de não haver ordem oficial de retirada.

O Instituto Filipino de Vulcanologia e Sismologia (Phivolcs) elevou um alerta de tsunami para o nível 2, aconselhando as pessoas a ficarem longe da costa no leste do arquipélago, por causa do tsunami causado por um terremoto de magnitude 8,9 no nordeste do Japão.

"Não temos um número real de pessoas a serem retiradas nas províncias de Cagayan, Isabela e Batanes, mas as autoridades locais começaram a transferi-las para lugares seguros", disse Benito Ramos, chefe da defesa civil, a repórteres.

Ramos disse que caminhões do Exército foram colocados de prontidão para a eventualidade do nível de alerta ser novamente aumentado. A defesa civil disse que algumas comunidades da ilha de Mindanao, no sul do país, também começaram a fugir de áreas na voltadas para o Pacífico.

"Estamos aconselhando as pessoas a evitarem ir às praias, mas não há nenhuma necessidade imediata de desocupar as comunidades", disse Bart Bautista, vice-chefe da Phivolcs, acrescentando que a previsão é de ondas inferiores a um metro.

Fonte: Terra