Tibetanos ateiam fogo em si mesmos durante protesto na China

Tibetanos ateiam fogo em si mesmos durante protesto na China

Os dois estenderam uma bandeira tibetana e gritaram frases pró-independência

Um tibetano morreu e outro ficou gravemente ferido durante um protesto contra o governo chinês, na província de Qinghai, na China. Tenzin Khedup, 24 anos, morreu na hora, enquanto Ngawang Norphel, de 22 anos, foi levado ao hospital com queimaduras graves. Os dois colocaram fogo no próprio corpo.

As imagens foram divulgadas nesta quinta-feira. Os dois estenderam uma bandeira tibetana e gritaram frases pró-independência. De acordo com Lobsang Sangay, monge tibetano exilado na Índia, Khedup e Norphel deixaram uma carta de suicídio.

?Não conseguimos contribuir de forma significativa para a religião e cultura tibetanas e não conseguimos ajudar a trazer benefícios econômicos para os tibetanos. Portanto, decidimos pela auto-imolação com a esperança que a Sua Santidade, o Dalai Lama, possa ter uma vida longa e retorne ao Tibete assim que possível. Pelos tibetanos, escolhemos morrer por essas razões?, escreveram em carta.

O Tibete tem reivindicado há anos a independência dele em relação à China. Em 1959, o Dalai Lama deixou a região e se exilou na Índia, onde permanece até hoje. Lá, ele estabeleceu uma administração geral tibetana.


Tibetanos ateiam fogo em si mesmos durante protesto na China

Tibetanos ateiam fogo em si mesmos durante protesto na China

Tibetanos ateiam fogo em si mesmos durante protesto na China

Fonte: Extra