Turbina de Airbus falhou e avião fez pouso forçado em Cingapura

Turbina de Airbus falhou e avião fez pouso forçado em Cingapura

Companhia aérea australiana tem seis aviões do modelo na frota.

A companhia aérea australiana Qantas Airways suspendeu o voo de seus seis Airbus A380 nesta quinta-feira (4), depois que um avião do mesmo modelo foi forçado a realizar um pouso de emergência em Cingapura, após registrar falha em uma de suas turbinas, informou a empresa aérea. A manobra não feriu passageiros nem tripulação. O Airbus 380 é o maior avião de transporte de passageiros no mundo.



"Vamos suspender todas as decolagens do A380 até que estamos totalmente confiantes de que temos informações suficientes sobre o voo QF32", informou o presidente-executivo da Qantas, Alan Joyce.

O Airbus A380, o maior no transporte de passageiros no mundo, registrou uma avaria numa das turbinas no espaço aéreo da Indonésia e teve que fazer uma aterrissagem emergencial pela manhã (horário local, madrugada no Brasil).

O avião, com 433 passageiros e 26 tripulantes, que tinha como destino Sydney, teve um problema técnico ao sobrevoar a ilha de Batam, confirmaram autoridades da Indonésia. A empresa ainda analisa as causas da falha, e resolveu manter em terra por tempo indeterminado as aeronaves do mesmo modelo.

Segundo a agência de notícias France Presse (AFP), fumaça saiu da parte inferior da aeronave pouco depois do pouso. O avião foi cercado por seis caminhões do Corpo de Bombeiros, que usaram um produto químico para resfriar a turbina danificada.

A polícia da Indonésia examina fragmentos do Airbus A380 da Qantas coletados em diversas áreas na ilha de Batam.

O governo australiano informou que nenhum passageiro ou integrante da tripulação se feriu durante a manobra emergencial. Também não houve tumulto durante o esvaziamento da aeronave.

?O avião aterrissou sem incidentes no Aeroporto Changi, e nenhum passageiro nem tripulante ficou ferido?, afirmou um comunicado do Ministério de Relações Exteriores da austrália.

De acordo com a imprensa indonésia, uma pequena explosão chegou a jogar fragmentos do avião no espaço aéreo da Indonésia. Pouco depois, o avião começou a despejar combustível para fazer a aterrissagem forçada, informou Tatang Kurnia, chefe do Conselho de Segurança de Transporte da Indonésia.

Fonte: g1, www.g1.com.br