Vítimas de apresentador dizem que quadrilha pedófila agia na TV

BBC é acusada de acobertar abuso sexual do falecido astro Jimmy Savile


Vítimas de apresentador dizem que quadrilha pedófila agiu em TV inglesa

O escândalo sexual que assola a BBC se agravou nesta quarta-feira (24), com acusações de que existia na emissora pública britânica uma rede de pedofilia que envolveria alguns de seus astros.

A BBC está sendo acusada de ter acobertado centenas de casos de abusos sexuais cometidos por um dos seus mais famosos apresentadores, o falecido Jimmy Savile, e tem dificuldades para explicar por que cancelou a produção de um programa investigativo sobre o caso.

O diretor-geral da BBC, George Entwistle, está sendo duramente criticado por sua conduta diante da crise, uma das piores em 90 anos de história da organização.

Mas o escândalo gera também questionamentos sobre o ex-diretor-geral Mark Thompson, contratado para assumir o comando da empresa "The New York Times" no mês que vem. Thompson disse que não pretende desistir do novo emprego.

A polícia e a BBC estão investigando suspeitas de que o excêntrico Savile, que morreu em 2011, aos 84 anos, abusou sexualmente de menores de idade ao longo de seis décadas. Alguns incidentes teriam acontecido nas próprias instalações da BBC.

Advogados que representam algumas das vítimas - a mais nova tinha 8 anos na época do suposto abuso - disseram que seus clientes apontaram a existência de uma rede organizada de pedofilia dentro da BBC, incluindo a participação de celebridades, na época em que Savile estava no auge da fama, nas décadas de 1970 e 1980.

"Há informações sobre uma possível rede pedófila e temos pessoas que nos procuraram com essa informação", disse à Reuters a advogada Alicia Alinia, sem citar o nome de outras celebridades que poderiam estar envolvidas.

Antes, a BBC disse que novas acusações foram feitas contra nove atuais funcionários e colaboradores da emissora depois da divulgação das primeiras denúncias, feitas pelo canal rival ITV.

Fonte: G1