Xerife do Arizona anuncia que é gay e renuncia à campanha

Babeu foi acusado pelo jornal Phoenix New Times de manter uma relação homossexual com um imigrante mexicano

Os eleitores mais conservadores do pré-candidato à presidência dos Estados Unidos, Mitt Romney, ficaram surpresos neste sábado (18/02). Paul Babeu, xerife responsável pela campanha do pré-candidato republicano no Estado do Arizona, assumiu sua homossexualidade e renunciou à campanha de Romney.

Ainda no sábado, Babeu foi acusado pelo jornal Phoenix New Times de manter uma relação homossexual com um imigrante mexicano. A publicação trazia uma imagem do xerife em atitude carinhosa com o mexicano de 34 anos.

O imigrante, que se apresenta com o nome de José, denunciou o xerife, pois afirmou que Babeu estaria ameaçando deportá-lo. O mexicano revelou que os dois mantiveram um caso até o último mês de setembro e chegou a trabalhar no site da campanha eleitoral promovida pelo xerife.

Babeu deseja ocupar um posto no Congresso dos EUA e afirmou que as acusações fazem parte de ?um ataque a um xerife que mantém seus princípios conservadores e que faz cumprir a lei?. O xerife, no entanto, assumiu sua homossexualidade diante das revelações feita pelo jornal.

"Estou aqui para dizer que todas as acusações apresentadas na história (do Phoenix New Times) são falsas, exceto ao se referir a mim como gay", afirmou. "Curiosamente", o xerife defende publicamente as políticas anti-imigração.

Atualmente, Mitt Romney ainda é considerado o líder da disputa entre os pré-candidatos republicanos. Apesar disso, o ex-governador vê o ex-senador Rick Santorum se aproximar com perigo da primeira colocação, depois de ter vencidos as últimas primárias do partido em Minnesota, Colorado e Missouri.

As primárias do Partido Republicano no estado do Arizona, nas quais o xerife trabalhava na campanha de Romney, acontecem no próximo dia 28 juntamente às de Michigan.



Fonte: UOL