Irmão gêmeo de presidente polonês desistiu de viajar na última hora

Todos os 97 passageiros do avião presidencial morreram neste sábado.

Jaroslaw Kaczynski, irmão gêmeo do falecido presidente polonês Lech Kaczynski e líder da oposição conservadora, desistiu na última hora de viajar para a Rússia, onde neste sábado (10) caiu o avião presidencial e morreram todos os 97 passageiros.

Ontem, de última hora, Jaroslaw Kaczynski decidiu não viajar para a Rússia por causa do delicado estado de saúde de sua mãe, informa a edição digital do diário "Rzeszpospolita".

Seu lugar no fatídico acidente foi ocupado pelo deputado Przemyslaw Gosiewski, do Partido Lei e Justiça, companheiro de agremiação dos gêmeos Kaczynski.

"Ele (Gosiewski) estava muito esperançoso em ir a essa viagem", explica outro membro do partido, que lamenta como essa esperança se transformou em tragédia.

Entre os que morreram no acidente estavam autoridades da Polônia, funcionários de alto escalão, comandantes-em-chefe das Forças Armadas e familiares e membros de associações de vítimas do massacre de Katyn (Rússia), onde há 70 anos foram assassinados mais de 20 mil oficiais poloneses por militares soviéticos.

O avião bateu contra as árvores dos arredores do aeroporto de Smolensk, caiu no chão e foi envolvido em chamas.

Fonte: g1, www.g1.com.br