'Isso me fez mais forte', diz soldado que fez transplante de rosto

A cirurgia durou cerca de 14 horas e contou com 30 médicos

O soldado Mitch Hunter, de 36 anos, precisou passar por um raro transplante facial após ter seu rosto deformado em um acidente com eletricidade. Antes dele, apenas 10 pessoas já haviam passado pelo mesmo procedimento.

Mitch, que tinha 21 anos na época do acidente, sua namorada e uma amiga estavam viajando quando a jovem, que dirigia o veículo, perdeu o controle e acabou batendo em uma torre de energia elétrica, com cabos de eletricidade de 10 mil volts.

Ele tentou ajudar a mulher que estava presa em seu banco. Ao tentar abrir a porta dela para empurrá-la para fora, ele foi atingido por uma corrente de eletricidade que desconfigurou toda a sua aparência.

Após 20 operações de correção, o soldado ainda sentia-se infeliz e depressivo. Por orientação médica, ele e a namorada continuaram tentando viver suas vidas normalmente, até a jovem engravidar e Mitch decidir fazer o transplante. Ele afirmou que não queria que seu filho crescesse com medo do pai.

Atualmente, cinco anos depois da última cirurgia, o americano recuperou sua autoestima. "Me sinto com a mesma saúde dos 21 anos e isso é incrível. Vejo tudo o que me aconteceu como algo que me fez mais forte",disse.

A cirurgia durou cerca de 14 horas e contou com a participação de 30 médicos. Demorou cinco meses para que o inchaço do rosto após o procedimento sumisse e os traços de sua nova face aparecesse.


 Mitch Hunter, de 36 anos e o Filho (Crédito: Reprodução)
Mitch Hunter, de 36 anos e o Filho (Crédito: Reprodução)
 Mitch Hunter (Crédito: Reprodução)
Mitch Hunter (Crédito: Reprodução)
 Mitch Hunter antes e depois da cirurgia (Crédito: Reprodução)
Mitch Hunter antes e depois da cirurgia (Crédito: Reprodução)
Fonte: Com informações da UOL