Jovem acusada de tramar roubo contra a mãe teve a prisão revogada

Jovem acusada de tramar roubo contra a mãe teve a prisão revogada

Lauren Mayá Portella Silva dos Santos, de 19 anos, teve a prisão temporária revogada

A universitária Lauren Mayá Portella Silva dos Santos, de 19 anos, teve a prisão temporária revogada, na última sexta-feira, pelo juízo da Vara Criminal de Itaguaí. Ela, o namorado, Marcos Vinícius Almeida, de 23, e outras oito pessoas ? entre elas dois PMs ? tiveram a prisão decretada no inquérito da Operação Cruzeiro, da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), que desarticulou uma quadrilha que sequestrava gerentes de banco para roubar agências.

Lauren e Marcos Vinícius também foram flagrados em escutas telefônicas, autorizadas pela Justiça, tramando o roubo do carro da mãe da estudante, em agosto do ano passado, em Nova Iguaçu. A universitária esteve foragida desde o último dia 6.

? Descartamos a participação da Lauren na quadrilha que sequestrava gerentes de banco. O inquérito do roubo do carro da mãe da estudante foi encaminhada à Comarca de Nova Iguaçu. Caberá ao promotor de lá decidir se vai denunciá-la pelo roubo ou não ? explicou o promotor Jorge Luiz Werneck, da Vara Criminal de Itaguaí.

Além de Lauren, tiveram a prisão revogada o cabo PM Alexander Rodrigues da Fonseca, o soldado PM Alexandre Moura Pereira da Silva, e Anderson da Cunha Figueiredo. Os outros seis serão denunciados à Justiça pelos crimes de extorsão e sequestro. São eles: Marcus Vinícius Santana Leal, Igor Fabrício Ferreira, Clauber da Costa Silva, Rodrigo Marques Cerqueira e Bruno Pereira Cardoso, além do namorado de Lauren.

Se condenados, eles podem pegar até 18 anos de prisão. O promotor também pedirá a prisão preventiva dos seis. Uma sétima pessoa, cujo envolvimento foi descoberto recentemente, também será denunciada.

Fonte: Extra, extra.globo.com