Jovem perde 49 kg com rotina diária de exercícios físicos e dieta

Ao atingir os 134 kg, aos 21 anos, ele decidiu mudar e chegou aos 85 kg.

Quem vê o estudante Bruno Daniel Galvão Pacheco hoje não imagina que é o mesmo rapaz que, há dois anos, conseguia comer 34 pedaços em um rodízio de pizza. Na época com 19 anos, o jovem não tinha nenhum tipo de regra ou preocupação com a alimentação, que o fez chegar a 134 kg. ?Na época, eu era dependente da comida?, conta ele, natural de Itu.


Jovem perde 49 kg com rotina diária de exercícios físicos e dieta

Porém, um dia em frente ao espelho, ele não gostou do que viu e sentiu que precisava mudar o estilo de vida. ?Não queria ser mais daquele jeito?, lembra. Depois de um ano seguindo uma rotina diária de exercícios físicos e reeducação alimentar, ele provou a si mesmo que era capaz e conseguiu chegar aos 85 kg - 49 kg a menos na balança.

?Parei de comer frituras e massas e passei a comer muita salada e alimentos grelhados?, diz. Atualmente, acostumado com a dieta saudável, ele diz que passou a sentir prazer em alimentos que antes não gostava. ?Hoje eu adoro alface, tomate, abobrinha, chuchu e cenoura, por exemplo. Não como isso forçado, como com vontade?, afirma.

Porém, para conseguir isso, ele teve que passar por dificuldades e tentações difíceis, principalmente quando saía com os amigos para os bares. ?Todo mundo pedia porções e eu tinha que pedir um suco e um grelhado. Mesmo na minha casa, eu deixava de comer pizza com a família?, conta.

Bruno, que sempre fez exercício físico, só conseguiu emagrecer quando acrescentou a dieta saudável ao dia a dia. ?Quando tinha 7 anos, meus pais se separaram e foi aí que comecei engordar, porque buscava refúgio na comida?, lembra. Aos 17 anos, ele já pesava 115 kg e foi proibido pelo médico de fazer qualquer atividade mais pesada, porque corria riscos de ter um problema cardíaco. ?Naquela época, eu era um adolescente pré-diabético, com colesterol e pressão alterados?, diz.

Porém, anos depois, o estudante se tornou um adulto com a saúde ótima para qualquer exercício. ?Com o tempo, o meu problema com a separação dos meus pais foi passando. Hoje sou mais forte?, avalia. Com a mente no lugar, ele passou a se exercitar todos os dias, misturando exercícios aeróbicos, futebol, corrida e luta. ?Comecei a ver o exercício como um trabalho e, como tinha disponibilidade de horários, era mais fácil?, diz.

O gordinho é sempre o engraçado ou é nada no grupo de amigos e eu sofri isso na adolescência. Mas hoje eu sei do meu valor e tenho muito mais confiança", disse.

Um ano depois, com 85 kg e a auto-estima totalmente renovada, Bruno diz que descobriu um potencial que não sabia que tinha. ?O gordinho é sempre o engraçado ou é nada no grupo de amigos, e eu sofri isso na adolescência. Mas hoje eu sei do meu valor e tenho muito mais confiança?, afirma.

Para ele, o primeiro passo é colocar na cabeça a necessidade de mudança. ?Quando você quer, faz acontecer. A força de vontade, a determinação e a fé te levam além do que você imagina?, avalia. O jovem lembra-se de todos os momentos de dificuldade de um jeito positivo e diz que tudo serviu para que ele continuasse. ?Quando saía para correr na rua, as pessoas passavam de carro tirando sarro e diziam que eu nunca conseguiria emagrecer, mas eu usava aquilo como um estímulo?, lembra.

Bruno alerta que a perda de peso não acontece de um dia para o outro e o ideal é que as coisas aconteçam aos poucos. ?Não pode deixar a espera matar a esperança. Eu estava com aquele peso há 15 anos e sabia que não ia perder em 3 meses?, diz. Agora, com a cabeça no lugar e o novo estilo de vida totalmente estabelecido, ele diz que ainda pretende perder mais 3 kg. ?Hoje estou aqui, firme, forte e principalmente feliz?, conclui.

Fonte: G1