Jovem que perdeu a casa e nove parentes ajuda a organizar abrigo onde está morando

Segundo a jovem, os corpos de sete de seus parentes continuam sob os escombros

temporal que atingiu Nova Friburgo na semana passada destruiu a casa de Daniella Faria da Silva, de 18 anos, na localidade de Córrego Dantas, onde ela morava com a família. Ela, a irmã e os pais estão abrigados agora numa escola pública do bairro de Olaria e, para não ficar se martirizando com a perda de nove parentes ? ela perdeu tios e primos na tragédia ? Daniella se ofereceu para organizar o abrigo.

?Se eu ficar só pensando na desgraça que aconteceu, eu vou ficar maluca, porque eu perdi nove pessoas da família. Quatro crianças primas minhas morreram. Uma tinha quatro anos?, conta. Segundo a jovem, os corpos de sete de seus parentes continuam sob os escombros, já que uma avalanche de terra e água tomou conta de onde moravam.

Daniella disse que os bombeiros foram ao local e resgataram os corpos de dois tios seus, que estavam sob escombros da casa. Mas as outras sete pessoas devem estar debaixo da terra. Por isso, o pai dela resolveu ficar em Córrego Dantas para tentar encontrar os corpos por conta própria. ?Meu pai está lá na luta, sem ninguém para ajudar ele, tentando resgatar o pessoal que está lá ainda e minha família que está morta lá?, afirmou.

A jovem contou ainda que ela, a irmã e os pais passaram um momento muito crítico no momento em que veio a enxurrada e, por pouco, não morreram no desastre. ?Minha casa foi destruída. A gente só não morreu mesmo porque a gente correu para um pasto, na hora da chuva.?

Fonte: UOL