Jovem tem braço quebrado após recusar beijo; vídeo!

Jovem tem braço quebrado após recusar beijo; vídeo!

Rhanna estava na casa noturna com um casal de amigos e uma amiga.

A estudante de direito Rhanna Diógenes, 19 anos, teve o braço quebrado após recusar as investidas de um rapaz em uma casa noturna de Natal. A violência aconteceu na madrugada de 30 de setembro. A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar o ocorrido e já ouviu depoimentos da vítima e de testemunhas. A agressão foi registrada pela câmera de segurança da boate.

Rhanna estava na casa noturna com um casal de amigos e uma amiga. Ela informou que o primeiro contato do rapaz com ela começou instantes antes de ele quebrar seu braço. Após a agressão, o rapaz corre para o caixa e paga a comanda apressadamente.

"Estava conversando com minha amiga em um sofá, quando ele se aproximou e já tentou me beijar. Eu disse que não e me afastei. A partir daí, ele começou a me xingar com palavras que me recuso a repetir."

A estudante informou ainda que saiu do ambiente da casa noturna e foi para a pista de dança. "Foi aí que ele apareceu de novo, tentando me beijar. Eu expliquei para ele que não o conhecia, que não era para ele fazer aquilo. Ele agarrou meu braço com muita força, como que se fosse me levar para outro lugar. Eu joguei o refrigerante nele e ele me empurrou pelo braço até o chão."

Rhanna disse que o rapaz usou as duas mãos para quebrar seu braço. "Com um ele me empurrava para o chão e com o outro ele puxou o braço para cima. Só sei que a dor me fez ficar acordada, pois cheguei a desfalecer no chão. Era muita dor. Vi meu braço virado e só pensava em segurá-lo, meu braço ficou solto."

Ela contou que ainda viu um amigo do agressor ainda olhar para ela e fazer um sinal negativo com a cabeça e sair atrás dele. "O agressor estava com um amigo, que aparece nas imagens do circuito interno de segurança da boate no caixa. Os seguranças da casa ainda tentaram correr atrás dele, mas estavam mais preocupados com a gravidade da lesão em meu braço e prestaram socorro."

O advogado de Rhanna, Sanderson Mafra, disse que está acompanhando o inquérito policial para saber as medidas jurídicas que deverá adotar contra o agressor. "Ele responde a uma ação penal, de agressão, movida por sua ex-mulher. Após a repercussão do caso de Rhanna, a ex-namorada do agressor nos procurou para informar que registrou dois boletins de ocorrência contra o ex-companheiro."

O delegado Francisco Quirino Filho, da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher, disse que pretende ouvir o agressor nos próximos dias. "Queremos saber a versão dele sobre o ocorrido. Só após ouvir o que ele tem a dizer que iremos saber como agir no âmbito da lei."

Fonte: G1