Jovens são orientados a escolher representantes pensando no bem social

Jovens são orientados a escolher representantes pensando no bem social

Com o objetivo de incentivar o voto livre e consciente entre o eleitorado jovem, o projeto “Ação Justiça Eleitoral e Cidadania” foi promovido ontem (20) pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) na Unidade Escolar Zacarias de Góis - o Liceu Piauiense. Através de ações cívico-culturais e pedagógicas.

A coordenadora do projeto, a professora Esther Castelo Branco afirma que o evento é de extrema importância para desenvolver a consciência do jovem eleitor e mostrar que a eleição não é apenas um sistema de escolha de candidatos.

“Nós queremos que eles vejam que o voto vai além do dia da eleição, que as suas escolhas podem ter consequências e podem gerar arte, boa educação, boa assistência. Para isso, preparamos um dia todo para que levem essas informações até os jovens eleitores”, explica.

Nos últimos anos, têm-se notado um interesse maior do jovem pela política, principalmente nas redes sociais é o que afirma o presidente da Associação dos Magistrados Piauienses (Amapi), o juiz Leonardo Trigueiro ao ressaltar a importância da ação para conduzir o eleitorado ao voto livre.

“Pela fusão das redes sociais há um envolvimento maior dos jovens e temos que aproveitar esse interesse para difundir junto a eles boas ideias e práticas, como o exercício do voto livre e consciente. Assim, eles podem se tornar multiplicadores que poderão levar o que aprenderam até os familiares e sua comunidade”, aponta.

O evento contou com a participação de mais de 20 entidades públicas e privadas que instalaram tendas para realizar atendimento e orientações, como o Grupo Matizes, Ministério Público, CNBB, Academia Piauiense de Letras, Associação de Magistrados Piauienses, Cenajus, Maçonaria e UFPI.

Na ocasião também foram promovidas atividades, como distribuição de cartilhas, manuais, apresentações de teatro, de repentistas, de coral, de grupos de dança, de capoeira e de banda de música, além de mostras e exposições de Projetos Ambientais a cargo do TRECICLAR, da APIPA e do IBAMA.

O projeto “Ação Justiça Eleitoral e Cidadania” deve passar por outras Instituições de Ensino da capital e do interior do estado. tornando-o um evento permanente e itinerante. “A ideia é que a campanha seja permanente e visa colher frutos a médio e a longo prazo, será renovada a cada mês e ano pelos locais onde irá passar”, informa o Juiz auxiliar da Presidência do TRE , Thiago Brandão.

Fonte: Rhauan Macedo