Juiz arquiva inquérito de Zezé Polessa em morte de motorista

Juiz arquiva inquérito de Zezé Polessa em morte de motorista

"Evidente exagero investigatório”, deferiu o juiz Marco José Mattos Couto.

Após ouvir as testemunhas, o juiz Marco José Mattos Couto, da 2º Vara Criminal de Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio de Janeiro, arquivou o inquérito policial instaurado para investigar a conduta da atriz Zezé Polessa na morte do motorista Nelson Lopes, por concluir que ?houve evidente exagero investigatório?. Segundo o Tribunal de Justiça do Rio, a decisão foi tomada nesta segunda-feira (4).

A investigação apurava a versão de que o motorista teria sofrido um infarto após uma discussão com a atriz, que está no ar na novela Salve Jorge, com a personagem Berna. Nelson Lopes prestava serviços para a TV Globo através de uma empresa terceirizada.

?Foram ouvidas as testemunhas Alexandre de Souza Lopes, Luciana de Souza Lopes, Vitor Lima Carvalho e Ildebrando Clementino dos Santos e Maria de Castro Polessa (a atriz Zezé Polessa), conclui que os depoimentos acima referidos não trazer qualquer informação capaz de vincular a investigada às praticas criminais inicialmente cogitadas. Não há nada ? absolutamente nada - nos autos que possam incriminar a investigada Maria de castro Polessa. Tanto certo que se percebe que houve evidente exagero investigatório. Portanto, insistir nesses autos representaria expor ainda mais a atriz ao constrangimento policial, sem que haja qualquer fundamento técnico para tanto. Por isso, a única solução verdadeiramente justa que se apresenta é o arquivamento dos autos?, deferiu o juiz Marco José Mattos Couto.

Investigação

A atriz Zezé Polessa esteve no dia 24 de janeiro na 32ª DP (Taquara) para prestar depoimento sobre a morte do motorista Nelson Lopes, que sofreu um infarto após transportar a artista. Segundo o delegado Antonio Ricardo Lima Nunes, não havia informações que se conflitavam.

"Quem está responsável pelo caso da Zezé Polessa é o delegado assistente Mauricio Mendonça. Após o depoimento dela, não houve nenhuma contradição com o que foi colhido. O próximo passo é requisitar o atendimento médico do Hospital do Lourenço Jorge, onde ele foi atendido, e ouvir um funcionário do portão 3 do Projac. Ele seria uma das testemunhas que presenciou o caso", disse o delegado.

De acordo com a promotora Christiane Monnerat, que pediu a abertura da investigação policial, parentes do motorista contaram que ele era cardíaco e hipertenso, e passou mal após uma discussão com a atriz.

Fonte: G1