Juiz recebe denúncia: Diguinho e Emerson respondem por crime

Jogadores já são réus acusados de contrabando e lavagem de dinheiro



O juiz Gustavo Pontes Mazzochi, da 3ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, recebeu a denúncia feita pelo Ministério Público Federal contra Diguinho e Emerson. A partir de agora, os dois viraram réus e passam a responder a ação criminal. Acusados de contrabando e lavagem de dinheiro, os jogadores de Fluminense e Corinthians, no entanto, poderão viajar para defender seus clubes na Libertadores, desde que sempre informem à Justiça sobre o local e as datas de ida e volta.

- Em princípio não precisou de nenhuma medida cautelar. Eles vão ter que informar as viagens, onde vão, quando voltam... Se eles colaborarem, não haverá nenhum problema - explicou o juiz.

Ainda segundo o magistrado, Diguinho e Emerson serão citados para responder a acusação por escrito e terão um prazo de dez dias para fazer isso. Eles vão poder arrolar testemunhas para se defenderem. A partir daí, o juiz irá apreciar a resposta deles e a possibilidade de absolvição logo após este primeiro passo existe. Caso contrário, as testemunhas de acusação e defesa serão ouvidas para depois os próprios jogadores darem seus depoimentos.

Gustavo Mazzochi acredita que se tudo correr dentro do esperado, o caso deve ser resolvido em dois meses.

Se condenados, Diguinho e Emerson podem pegar de quatro a 12 anos de prisão. Em depoimento para a polícia, os dois acabaram caindo em contradição. Enquanto Emerson disse ter conversado apenas por mensagem de celular com o amigo sobre a compra, Diguinho confirmou que eles se encontraram para falar do assunto depois que as investigações foram divulgadas.

Fonte: G1