Juíza proíbe festas até a eleição para evitar compra de votos

Moradores ficaram surpresas com a decisão da juíza.

Uma juíza eleitoral do Paraná proibiu a realização de festas até o dia 2 de outubro, primeiro turno das eleições municipais. De acordo com a juíza, a medida é para evitar a compra de votos. a decisão pegou os moradores de Mangueirinha de surpresa.

No documento, a juíza justifica que a medida é para coibir o abuso do poder econômico e o uso indevido de eventos da comunidade para a captação ilícita de votos, ou seja, para evitar que as festas se tornem pontos de compra de votos.

Fonte: G1