Justiça acata denúncia de improbidade contra pró-reitor da UFPI

A ação contra o pró-reitor é resultado do inquérito policial 365/2009-4

A Justiça Federal decidiu acatar processo por improbidade administrativa contra Saulo Cunha de Serpa Brandão, atual pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal do Piauí.

A decisão partiu do juiz federal Gustavo André Oliveira dos Santos, da 1ª Vara da Justiça Federal. Ele acatou a representação movida pelo Ministério Público Federal, por meio do procurador federal Leonardo Carvalho Cavalcante de Oliveira.

A ação contra o pró-reitor é resultado do inquérito policial 365/2009-4, que apurou irregularidades referentes à remuneração de corretores das provas de redação do PSIU (Programa Seriado de Ingresso na Universidade), à época em que Saulo Brandão era o presidente da Copese (Coordenadoria Permanente de Seleção).

Fonte: Portal Meio Norte, www.meionorte.com