Justiça do Rio mantém suspensa a habilitação de Thor Batista

Justiça do Rio mantém suspensa a habilitação de Thor Batista

Filho do empresário atropelou e matou um ciclista em março deste ano.

O filho mais velho do empresário Eike Batista, Thor Batista, continua com o direito de dirigir suspenso após uma nova tentativa do seu advogado para reaver sua carteira de habilitação. A informação foi divulgada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), nesta sexta-feira (30).

A decisão é do desembargador Sergio de Souza Verani, e ainda cabe recurso.

O filho do empresário perdeu o direito de dirigir depois que atropelou e matou o ciclista Wanderson Pereira Santos, em março deste ano, na BR-040. Ele foi denunciado à Justiça por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

Nova audiência

O TJ-RJ afirmou ainda que a próxima audiência do caso está marcada para o dia 13 de dezembro, onde algumas testemunhas e o réu serão ouvidos. Nessa audiência, o advogado de Thor pode tentar novamente reaver a carteira de habilitação do seu cliente.

Entre 2010 e 2011, Thor cometeu 11 infrações de trânsito, sendo nove delas por excesso de velocidade. Segundo os advogados dele, no início de outubro de 2012 Thor havia conseguido o direito de dirigir depois que a defesa entrou com um mandado de segurança para dar efeito suspensivo à liminar. Mas, no dia 25 de outubro, o estudante voltou a ficar proibido de dirigir depois que a Justiça negou a liberação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O estudante teve o direito de dirigir suspenso a pedido do Ministério Público. Um exame pericial concluiu que o carro de Thor estava a 135 km/h. Os advogados do jovem, Marcio Thomas Bastos e Celso Vilardi, afirmaram que a acusação é um equívoco e que comprovarão a inocência do jovem.

Primeira audiência

No dia 12 de setembro, ocorreu a primeira audiência do caso. Na ocasião, testemunhas de acusação e defesa deram depoimentos contraditórios em relação à velocidade em que o estudante Thor dirigia no momento do acidente.

Fonte: G1