Justiça do Trabalho condena Ford a pagar indenização de R$ 400 mi

A Ford e a Avape foram acusadas de burlar direitos trabalhistas

A Justiça do Trabalho condenou a Ford do Brasil a pagar uma indenização de R$ 400 milhões por ter contratado irregularmente trabalhadores com deficiência na sua unidade de Tatuí, interior de SP, segundo o jornal Folha de S.Paulo. Segundo o Ministério Público do Trabalho, a montadora contratou por 12 anos 280 funcionários terceirizados de uma associação que atende pessoas com deficiência, mas nenhuma delas pessoas tinha limitações.

A Ford e a Avape (Associação para Valorização de Pessoas com Deficiência) foram acusadas de burlar direitos trabalhistas para reduzir o custo de produção e obter vantagens econômicas, segundo a Folha de S.Paulo. Os terceirizados eram contratados para executar cargos essenciais, como motorista e montador, o que é proibido, segundo o Ministério Público. A Ford afirmou que não iria se pronunciar pois aguarda uma solução final para o processo.

Fonte: Terra, www.terra.com.br