Lavrador embriagado tenta matar esposa com faca na garganta e é preso

Amedrontada, ela correu para a casa de seu sogro. Ele seguiu atrás continuando com os insultos.

Depois de trabalhar na lavoura, José Paixão Olímpio do Nascimento, 40 anos, gastou o dinheiro ganho com cachaça. Ao chegar em casa colocou a faca no pescoço de sua esposa, com quem tem quatro filhos, e a ameaçou de morte. Ela fugiu. O fato aconteceu no povoado morada Nova dos Crentes, zona rural de Bom Princípio do Piauí.

A esposa do acusado José Paixão, a senhora Marlene, de 32 anos, foi com sua cunhada por volta das 18h para a 2ª Companhia Destacada de Policiamento Comunitário Ronda Cidadão de Parnaíba para denunciar. Após às 19h uma guarnição da Polícia Militar, comandada pelo sargento Wellington Silva, foi até o povoado com as duas mulheres, prendeu José Paixão e o conduziu para a Central de Flagrantes em Parnaíba

Marlene contou que seu marido saiu para trabalhar em uma roça, recebeu R$ 20 pelo serviço e lhe deu. Depois começou a reclamar pelo dinheiro e ela devolveu. Seu marido Paixão passou o dia fora e quando retornou estava muito embriagado. Ele começou a quebrar as coisas em casa, pegou uma faca e começou a ameaçar Marlene de morte. Ele colocou a faca em sua garganta. Amedrontada, ela correu para a casa de seu sogro. Ele seguiu atrás continuando com os insultos.

A irmã de Paixão, a senhora Berenice Olímpio do Nascimento, 31 anos, resolveu denunciá-lo para pôr fim às agressões. Ele foi autuado na Lei Maria da Penha e arbitrada fiança de dois salários mínimos para que possa responder em liberdade. Sua esposa não quis representá-lo e disse que ele sempre faz isso quando bebe; mas sua irmã o processou.


Clique e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Proparnaíba