Lei Maria da Penha comemora cinco anos

A Lei de violência Doméstica e Familiar contra a Mulher foi sancionada no dia 7 de agosto pelo presidente Lula

A história de Maria de Penha marcou o país, e deu nome e mote à lei que protege as mulheres que sofrem de violência doméstica.

Apesar de a lei estar comemorando cinco anos, a psicanalista Tatiana Ades, afirma que ?hoje em dia vemos centenas de mulheres sendo mortas espancadas todos os dias e no Brasil ainda se faz muito pouco?. Ainda segundo psicanalista a lei Maria da Penha ?está aí, mas não é usada de forma correta, homens matam mulheres e estão em liberdade, mulheres fazem BOS e mesmo assim são agredidas e mortas?.

No Brasil existem 70 juizados de violência doméstica. Além disso, existem 388 delegacias especializadas no atendimento à mulher, 193 centros de referência para tratamento das vítimas e 71 casas, nas quais essas mulheres podem ser abrigadas temporariamente. A mulher que sofre uma violência doméstica pode recorrer à Central de Atendimento à Mulher por meio do telefone 180. O serviço, da Secretaria de Políticas para as Mulheres, registrou 734.416 atendimentos em 2010, sendo que 108.026 foram relatos de violência física, psicológica, moral ou sexual. Também foram registradas 58.714 ocorrências de lesão corporal e 15.324 de ameaças, o que corresponde a 55% e 14,4% do total de relatos de violência, respectivamente.

?Há a necessidade de falar disso cada vez mais, sempre para tentarmos alertar aos perigos .um tapa pode significar a morte de uma mulher?, alerta Tatiana Ades.

Fonte: Portal Meio Norte, www.meionorte.com