Lista de procurados do Federal Bureau of Investigation tem três cidadãos brasileiros

Lista de procurados do Federal Bureau of Investigation tem três cidadãos brasileiros

Três cidadãos brasileiros constam na lista de mais procurados pelo Federal Bureau of Investigation (FBI


Lista de procurados do FBI possui três cidadãos brasileiros
Luis Ferreira (à esquerda), Bruce Sholtz e Carla Vicentini: procurados pelo FBI Foto: Reproduções da internet

Três cidadãos brasileiros constam na lista de mais procurados pelo Federal Bureau of Investigation (FBI), a Polícia Federal dos Estados Unidos. São dois homens acusados de terem cometido crimes em território americano, e uma mulher que teria sido sequestrada em 2006. No total, a lista de procurados do FBI tem 570 pessoas de diversas nacionalidades e acusados dos mais diferentes crimes.

O empresário Luis Ferreira, de 44 anos, foi condenado em 18 de abril deste ano a 33 meses de prisão por adulteração de testemunho, em conexão com seu suposto envolvimento num esquema fraudulento de investimento que lesou várias pessoas na Flórida.

Entre meados de 2008 e 2010, Luis foi um dos donos de três empresas que operavam em Deerfield Beach, e realizou investimentos em metais preciosos. No entanto, muitos investidores não quitaram seus débitos, e funcionários das empresas realizaram transações financeiras não autorizadas pelos devedores. Na ocasião, Luis estava em liberdade condicional por uma condenação anterior, mas escondeu das autoridades sua participação nessas empresas.

Após ser condenado este ano, Luis foi liberado, com o compromisso de que se apresentasse à Justiça até 29 de agosto para cumprir a pena, o que não ocorreu. Foi expedido um mandado de prisão por desrespeito à Justiça.

O FBI acredita que Luis esteja no Brasil desde maio, no Rio ou em São Paulo. Ele seria o dono de uma empresa de venda de produtos para cabelo pela internet.

Procurado por mortes em acidente de trânsito

Já o vendedor de carros Bruce Sholtz Macedo, de 33 anos, está sendo procurado por seu suposto envolvimento na morte de duas pessoas num acidente de carro, em 14 de setembro de 2008, em Boca Raton, na Flórida. Segundo a polícia, ele se encontrava alcoolizado e conduzia o veículo onde as vítimas estavam.

Além dos dois mortos, um terceiro passageiro ficou gravemente ferido. Bruce chegou a ser preso, mas foi logo liberado sob fiança. Em 2009, ele violou os termos de sua liberdade condicional, e em junho daquele ano, foi expedido um mandado de prisão pela Justiça da Flórida. Além disso, uma ordem de prisão federal foi emitida em abril de 2010, por ele ter utilizado um voo ilegalmente para fugir e evitar ser processado.

Bruce nasceu na Austrália, mas foi criado no Brasil. De acordo com a página do FBI na internet, ele fala português e espanhol fluentemente. Os agentes suspeitam que, atualmente, Bruce esteja vivendo no Brasil.

Desaparecida desde 2006

Carla Vicentini, então com 22 anos, chegou aos EUA em 19 de janeiro de 2006, como estudante de intercâmbio. Ela foi vista pela última vez saindo de um bar em Newark, em Nova Jérsei, para encontrar um homem não identificado, em 10 de fevereiro de 2006. O caso é tratado pelos investigadores do FBI como sequestro.

A lista do FBI possui acusados de terrorismo e assassinatos, entre outros crimes. Até maio, a agência oferecia 25 milhões de dólares para informações que levassem à captura do terrorista Osama bin Laden ? já morto. Atualmente, a maior recompensa é de 1 milhão de dólares, pela prisão de Victor Manuel Gerena, que roubou 7 milhões de dólares de uma agência de seguros em 1983.

Fonte: ;o