Réveillon: Litoral piauiense terá plano para evitar falta de água

Réveillon: Litoral piauiense terá plano para evitar falta de água

A Agespisa vai adotar um plantão especial para garantir o abastecimento d’água.

Em todo feriado prolongado os piauienses costumam viajar para o litoral do Estado a fim de descansar ou se divertir. Mas acontece que por conta do grande fluxo de pessoas, geralmente são registrados problemas no abastecimento de água nesses períodos.

Para garantir a diversão e a tranquilidade dos turistas que visitarão o litoral do Piauí nesse período, o governo do Estado, por meio da Agespisa, traçou um plano especial para suprir o abastecimento de água no réveillon do litoral.

A Agespisa vai adotar um plantão especial para garantir o abastecimento d’água regular nas cidades do litoral no período de réveillon, a ação extra leva em conta o grande aumento da demanda, em razão do fluxo de turistas para a região nesse período.

O órgão está adotando medidas como escala de equipes de plantão, para atendimentos de emergência, disponibilidade de equipamentos de reserva e manutenção preventiva. Todos os anos a companhia elabora um plano de ação para manter os serviços funcionando adequadamente nos meses de maior movimento.

O presidente da Agespisa, Raimundo Neto, explica que haverá plantão especial, com equipes durante 24 horas, e que as solicitações e reclamações dos usuários podem ser feitas através do telefone 0800 086 8888. A ligação é gratuita, inclusive de telefone celular.

“Destacamos uma equipe para cuidar da recuperação de qualquer equipamento que venha sofrer alguma avaria e também providenciamos equipamentos de reserva para impedir a descontinuidade nos serviços de água e esgoto”, conta o presidente.

De acordo com Raimundo Neto, esse tipo de ação já foi adotada no carnaval deste ano, bem como na semana santa e temporada de julho, com resultados bem satisfatórios, assegurando maior conforto aos turistas que vão para o litoral.

O plantão será implementado pela Agespisa em Parnaíba, Luís Correia, Cajueiro da Praia e Ilha Grande.

Fonte: Juarez Oliveira