Lixo leva perigo ao aeroporto de THE

Restos de material de construção e muitas sacolas também contribuem para a sujeira do lugar.

O depósito de lixo nas imediações do aeroporto Senador Petrônio Portella traz um perigo que, se não tão visível, pode ser maior do que se pode pensar: a vinda de urubus para a região da pista, o que representa o perigo de colisões com as aeronaves. Apesar das campanhas da infraero, a população continua jogando detritos nas redondezas do aeródromo, como foi percebido próximo à avenida Santos Dumont, ao pé do muro do aeroporto e a poucos metros da cabeceira 02 da pista. Lá, não foram encontrados animais mortos, que poderiam atrair as aves. Porém, uma grande quantidade de garrafas, copos descartáveis, papelão, isopor, restos de estofados, madeira e até bancos de moto foram vistos no local, o que indica que as pessoas ainda continuam jogando entulho nas proximidades. O lixo fica próximo a um campinho de futebol na rua Sergipe. Restos de material de construção e muitas sacolas também contribuem para a sujeira do lugar. Com a presença de urubus, os fiscais da Infraero são obrigados a precorrer a pista constantemente soltando foguetes, para espantar as aves e afastar o risco de colisões aviárias. Não bastasse o problema do lixo, outro problema preocupa a administração do aeroporto: crianças costumam entrar na área do aeroporto e ficam muito próximas à pista. Não se sabe ao certo por onde elas entram, mas é possível especular que elas transpõem os muros por um motivo que, por si só, já representa outro perigo ao aeroporto: as pipas. Com as pipas caindo dentro da área do aeródromo, as crianças podem tentar recuperá-las entrando na área do local. Afinal, os bairros próximos ao aeroporto apresentam uma grande quantidade de pipas nesse período, muitas delas empinadas muito próximas à trajetória de aproximação das aeronaves. A invasão de área restrita à operação de aeronaves enquadra-se no artigo 261 do código penal, e prevê pena de dois a seis anos de reclusão. O superintendente da Infraero não foi encontrado para comentar as providências que o órgão vem tomando para combater esses fatores. (D.L.)





FOTOS: HÉLVIO MENESES

Fonte: Dowglas Lima