Lojistas do centro foram prejudicados com manifestação estudantil

Lojistas do centro foram prejudicados com manifestação estudantil

Os lojistas sempre aproveitam as primeiras semanas de janeiro para renovar estoque e manter as vendas.

O centro de Teresina voltou a ter a grande movimentação na manhã de ontem (07). De acordo com os lojistas, as manifestações ocorridas durante toda a semana por conta do aumento da passagem de ônibus de R$1,90 para R$2,10 e que impediram os ônibus de circular, foram os principais motivos para a queda de vendas durante a primeira semana de saldões.

Os lojistas sempre aproveitam as primeiras semanas de janeiro para renovar estoque e manter as vendas de dezembro mas, este ano, tiveram que enfrentar a surpresa da queda nas vendas. E os empresários já avaliam o prejuízo.

Para o gerente de uma loja de confecções, a perda essa semana gira em torno dos 10%. ?Essa semana a nossa loja estava na semana de saldo de balanço. A gente esperava um aquecimento muito grande, mas não aconteceu?, explica Valdemir Ferreira.

A loja que oferece descontos de até 70% em roupas e calçados teve que se contentar com a queda nas vendas. ?Principalmente no turno da tarde. Ficou muito vazio, não era como a gente esperava?, pontua o gerente. Já quem usa transporte público sentiu uma grande dificuldade de se locomover. Exemplo disso foi Rômulo Silvestre, estudante.

?Eles (donos das empresas de ônibus) reduziram a frota e acabou que todo mundo que precisa usar o transporte ficou prejudicado?, argumenta o estudante. Com a movimentação prevista para reiniciar na próxima segunda-feira (9), os comerciantes estão apreensivos. ?Só resta esperar?, pontua uma vendedora.

Fonte: Virgínia Santos