Lula cobra mais dinheiro dos países desenvolvidos para reconstrução do Haiti

Lula cobra mais dinheiro dos países desenvolvidos para reconstrução do Haiti

"Achamos que tem países que podem dar mais", afirmou o presidente

Em seu primeiro programa de rádio "Café com o presidente" de 2010, Luiz Inácio Lula da Silva destacou a importância do Brasil e cobrou mais dinheiro dos países para a reconstrução do Haiti após o terremoto ocorrido na terça-feira (12).

"O mundo todo está sensibilizado. Agora, é preciso transformar essa sensibilidade em ajuda concreta, em dinheiro para que a gente possa reconstruir o Haiti. O Brasil já colocou US$ 15 milhões à disposição do Haiti e achamos que tem países que podem dar mais. O Banco Mundial já colocou US$ 100 milhões, também", afirmou.

Lula lamentou as mortes dos brasileiros no terremoto e falou sobre as medidas tomadas pelo governo do Brasil depois da tragédia. "Nós coordenamos a Minustah (Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti) e, portanto, o Brasil tem um papel relevante. Nós imediatamente mandamos alimentos, aviões com bombeiros, com cães farejadores, médicos. Na semana passada, foi montado o hospital de campanha das Forças Armadas para atender às pessoas", contou o presidente.

Lula citou os esforços da ONU e dos Estados Unidos na recuperação do Haiti e reforçou a participação brasileira. "Aqui, temos um comitê de crise, coordenado pelo general Félix [Jorge Félix], que é o chefe do Gabinete Institucional. (...) Agora, é preciso ter uma coordenação para que esse dinheiro chegue para quem precisa e que esse dinheiro possa servir para reconstruir o Haiti".

O presidente também abordou sua visita para o lançamento da pedra fundamental e o início das obras da Refinaria Premium I da Petrobrás, na cidade de Bacabeira, no Maranhão. Na sua avaliação este é um empreendimento que vai auxiliar na política de desenvolvimento regional mais igualitária para o país.

Fonte: g1, www.g1.com.br