Lula diz que vai liberar FGTS a vítimas de chuvas em Alagoas e Pernambuco

Nos dois estados, há 31 mortos e mais de 100 mil desabrigados pelas chuvas

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta segunda-feira (21) que o governo vai liberar o saque do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) às pessoas afetadas pelas enchentes em Alagoas e Pernambuco. ?Vamos fazer o mesmo que fizemos para Santa Catarina e com a mesma rapidez, inclusive liberar o Fundo de Garantia daqueles que tiverem Fundo de Garantia e foram vítimas de enchentes?, disse Lula.

O presidente não deu detalhes de conmo será a liberação. Nos dois estados há pelo menos 31 mortes confirmadas e mais de 100 mil pessoas desabrigadas pelas chuvas que atingem a região desde a semana passada. Antes de começar a discursar na 4ª Conferência Nacional das Cidades, em Brasília, ele pediu um minuto de silêncio em homenagem aos mortos e desaparecidos em decorrência das chuvas.

Nesta tarde, Lula se reúne com o governador de Alagoas, Teotônio Vilela Filho (PSDB). O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PMDB), também deve participar do encontro, segundo o ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha.

Mais cedo nesta segunda, Padilha afirmou disse que o governo deve liberar recursos para Alagoas e Pernambuco. O dinheiro, segundo o ministro, virá de uma medida provisória editada este mês que prevê R$ 1,2 bilhão para estados e municípios afetados por desastres naturais.

A quantia que será destinada especificamente para os dois estados ainda não foi definida e vai depender da apresentação de projetos por parte dos governadores dos dois estados. Para obter o dinheiro do governo federal, os dirigentes devem apresentar ao Ministério da Integração Nacional um relatório detalhando os danos provocados pela chuva.

Chuvas

As fortes chuvas em Alagoas e Pernambuco no último fim de semana provocaram mortes e deixaram milhares de desalojados. Em Alagoas, 21 municípios foram prejudicados e 15 estão em situação de calamidade pública, de acordo com decreto publicado no "Diário Oficial" do estado. A Defesa Civil confirmou 19 mortes. Cerca de 70 mil pessoas foram afetadas. Mais de 4,1 mil casas foram destruídas.

Em Pernambuco, a Defesa Civil confirmou 12 mortes provocadas pelas chuvas desde a semana passada. No estado, 53 municípios relataram danos e 13 decretaram situação de emergência. Cerca de 40 mil pessoas tiveram de deixar suas casas e seguiram para abrigos públicos e residências de amigos e parentes.

Fonte: g1, www.g1.com.br