Lula recua e retira urgência nos projetos do pré-sal

Pela Constituição, os projetos deveriam ser analisados em 90 dias pelo Congresso Nacional

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu nesta quarta-feira retirar a urgência constitucional para a votação dos projetos do pré-sal na Câmara, após compromisso firmado pelos deputados de colocar a matéria em votação no plenário da Casa no dia 10 de novembro.

O presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), se reuniu com Lula nesta quarta-feira, quando o presidente decidiu recuar na manutenção da urgência. A retirada do pedido era uma das condições impostas pela oposição para retomar as votações no plenário da Câmara.

Temer disse que Lula ficou sensibilizado com os apelos dos aliados e da oposição, uma vez que DEM e PSDB aceitaram discutir o tema por 60 dias antes da sua votação no plenário. "O presidente Lula faz com esse gesto uma homenagem è harmonia com o Congresso. A harmonia interna também será muito útil para os trabalhos do Legislativo. A urgência retirada, mas com calendário de votação em 60 dias", afirmou.

Pela Constituição, os projetos deveriam ser analisados em 90 dias pelo Congresso Nacional -- 45 na Câmara e 45 no Senado-- , uma vez que foram encaminhados com pedido de urgência. Agora, Temer fechou acordo com os governistas e a oposição para que a Câmara analise os projetos em 60 dias.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br