Lutador morto com sua moto aquática apostava corrida,diz capitão de Portos

Ricardo Gomes não acredita que acidente ocorreu por falta de perícia

Testemunhas do acidente de moto aquática que resultou na morte do lutador de jiu-jítsu Renato Salvino, conhecido como Renato Gardenal, disseram em depoimento para a Capitania dos Portos que a vítima e outros condutores disputavam uma corrida, momentos antes da colisão contra uma lancha. O acidente ocorreu na tarde deste sábado (12) em Santos, no litoral de São Paulo.

O capitão dos Portos Ricardo Gomes não acredita que o acidente tenha sido resultado de falta de perícia para conduzir a moto aquática. ?Tudo indica que o acidente tenha ocorrido por imprudência. Também há outros fatores, conforme narrado por algumas testemunhas perante a imprensa. Os condutores estariam realizando uma corrida na área do canal do Porto de Santos?, afirma.

Imagens gravadas por câmeras instaladas no cais santista devem ajudar a Capitania dos Portos a descobrir o que ocorreu no momento do acidente que matou Renato. Na tarde deste domingo (13), a família da vítima esteve no Instituto Médico Legal (IML) de Santos para liberar o corpo.

Um exame toxicológico foi realizado para saber se o lutador havia ingerido bebida alcóolica. O prazo da Capitania para o fim das investigações é de 90 dias.

Acidente

Renato Salvino passava o fim de semana em Guarujá com os amigos quando resolveu andar de moto aquática no canal do Porto de Santos. O acidente aconteceu na altura do Terminal 37, da Libra Terminais, por volta das 15h45. Segundo informações da Guarda Portuária e da Polícia Civil de Santos, cinco motos aquáticas, entre elas a que era pilotada por Renato, passavam em volta de uma lancha que realizava a travessia marítima de pessoas quando a que estava com Renato bateu de frente na lateral da embarcação.

Ninguém que estava a bordo da lancha se feriu. O lutador chegou a ser socorrido pelos ocupantes de um outro barco que passava pelo local, mas não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo antes de ser levado ao hospital.


Lutador morto com moto aquática apostava corrida, segundo capitão dos Portos

Lutador morto com moto aquática apostava corrida, segundo capitão dos Portos

Fonte: G1