Maçã ameniza problemas do sistema digestivo

Pesquisas recentes começam a reforçar as propriedades antioxidantes e anticancerígenas da maçã.

Existe um ditado popular que diz ?uma maçã ao dia mantém o médico longe?. Para demonstrar se esse adágio é para ser levado a sério, a maçã tem sido intensamente estudada nos últimos anos. A notícia boa é que muitas dessas pesquisas já demonstraram que a frequente ingestão da fruta pode ajudar na manutenção da saúde.

Considerada versátil pela possibilidade de ser facilmente transportada e consumida, e acessível à grande maioria da população, a maçã é rica em pectina, taninos, ácido málico e flavonóides que, entre outras funções, ajudam a amenizar problemas do sistema digestório, como diarreia e constipação intestinal; previnem o aumento das taxas de colesterol e mantêm os níveis ideais de glicose e triglicérides no sangue.

Pesquisas recentes começam a reforçar as propriedades antioxidantes e anticancerígenas da maçã, especialmente pela quantidade de polifenóis e flavonóides existentes na fruta, substâncias que podem ajudar a retardar o envelhecimento porque preservam as células. Entre os estudos que demonstram esta ação benéfica está o desenvolvido na Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, que constatou que a combinação de fitonutrientes encontrados na polpa e na casca da maçã é realmente importante fonte de antioxidantes, que evitam que os radicais livres presentes no organismo causem danos aos

tecidos e às células.

Por Celina Mayumi T. Hiramatsu

Fonte: Assessoria