Macas do Samu são usadas como leitos em Fortaleza

No último domingo, 13 macas ficaram retidas somente no Instituto Doutor José Frota

Como se j? n?o bastasse a sa?de ser um dos grandes problemas enfrentados pelos fortalezenses, mais um agravante tem se apresentado: a aus?ncia de macas, que impedem que as ambul?ncias do Servi?o de Atendimento M?vel de Urg?ncia (Samu) fa?am atendimentos na Capital.

De acordo com Messias Sim?es dos Santos Neto, coordenador de plant?o e do n?cleo de ensino do Samu, isso acontece porque ao deslocarem os pacientes para os hospitais, muitas vezes, as macas ficam retidas com as v?timas nas depend?ncias da emerg?ncia da unidade. Esta, por sua vez, encontra-se superlotada, necessitando das macas do Samu para que os primeiros socorros sejam realizados. Como frisou, ali?s, essa situa??o ? comum ao Brasil inteiro.

Para se ter uma id?ia, segundo o coordenador do Samu, no ?ltimo domingo, dia 24, das 22 unidades m?veis de servi?o b?sico e avan?ado que disp?e na Capital, 13 macas ficaram retidas somente no Instituto Doutor Jos? Frota. Por conta disso, quatro ambul?ncias n?o puderam circular por cerca de duas horas. ?Temos macas reservas e fazemos um revezamento. Entretanto, quando s?o muitas retidas prejudica o atendimento. At? porque, em m?dia, cada ambul?ncia faz duas remo?es a cada uma hora?, explica.

Conforme detalhou, assim como o IJF, o Hospital Geral de Fortaleza (HGF) tamb?m ? uma das unidades de sa?de na Capital que recebe uma grande demanda, inclusive do Interior. Com leitos e macas do pr?prio hospital ocupados, a solu??o ? utilizar as que chegam. Tanto que ontem, conforme o Samu, at? as 15h20, duas macas do servi?o estavam com pacientes no Hospital Geral.

?Quando o Samu traz a v?tima, n?o tenho onde coloc?-lo. Por isso, ela ? obrigada a ficar na maca at? que outro paciente seja transferido para outra unidade de sa?de, surja nova vaga em um leito ou em outra maca?, justifica a diretora geral do HGF, N?obe Barbosa.

De acordo com Wandemberg Rodrigues, superintendente do IJF, o mesmo acontece com o popular Frot?o. Como disse, ? poss?vel que, diante da lota??o da emerg?ncia, o paciente fique na maca na qual foi trazido at? que seja encontrada uma nova acomoda??o para ele. Como relatou, as macas n?o ficaram muito tempo no hospital nesse fim de semana, pois o Samu n?o procurou a dire??o da unidade.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br