Mãe admite erro de motorista em acidente e chama agressor de "cavalo"

A briga gerou o acidente e provocou a morte de sete pessoas, deixando outras dez feridas.

A mãe do motorista do ônibus que caiu de um viaduto da avenida Brasil, na última terça-feira (2), admite que o filho errou e diz que o estudante que o agrediu é um "cavalo". Valderez da Silva contou que, quando chegou ao hospital ? seu filho continua internado ?, parentes e vítimas do acidente relataram que o estudante teria chutado o motorista porque o condutor não quis abrir a porta para o jovem. A briga gerou o acidente e provocou a morte de sete pessoas, deixando outras dez feridas.


Mãe admite erro de motorista em acidente e chama agressor de

A mulher, que se emocionou ao contar a história para o Balanço Geral, diz se questionar sobre o porquê de o filho não ter deixado o estudante sair. Para ela, o filho errou em ter discutido com o jovem e o segundo de ter batido no motorista, enquanto ele dirigia.

? O meu filho errou de não abrir a porta para ele sair. "Sai cavalo". Eu acho muito errado desse menino ter feito isso, um estudante. Eu acho que ele é um cavalo e o meu filho foi um besta e idiota de não ter aberto a porta para ele sair.

Segundo sobreviventes que reportaram o acidente a Valderez da Silva, a discussão teria começado depois de o motorista não ter parado no ponto. Irritado, o estudante pulou a catraca do coletivo e exigiu que fosse aberta a porta da frente, mas o motorista se negou a abri-la, justificando que o certo seria ele sair por trás, o que o levou a agredir o motorista.

Nesta sexta-feira (5), a Justiça negou o recurso que evitaria o pedido de prisão preventiva contra motorista. Os dois envolvidos na briga vão responder por homicídio doloso ? quando há intenção de matar?, conforme informou o delegado que estuda o caso.

Fonte: r7