Mãe bate em agressora e evita o sequestro do filho de apenas 2 anos

Mãe bate em agressora e evita o sequestro do filho de apenas 2 anos

Sem tirar criança do colo, mulher derruba e bate em agressora, e foge.

ale tudo para salvar o filho. A operadora de telemarketing Natália, 27 anos, teve uma atitude heróica, em São Gonçalo. Com golpes de Muay Thai ? arte marcial tailandesa ?, ela evitou que seu filho, B., de 2 anos, fosse arrancado de seus braços por uma mulher ainda não identificada, quando vinha de uma farmácia, às 9h30, no bairro de Tenente Jardim.

Após o susto, a mãe foi informada que uma mulher com as mesmas características físicas teria tentado raptar o filho recém-nascido de uma amiga. ?Ela não quer registrar por medo?, diz.

Com o filho no colo, Natália reagiu a diversos golpes da sequestradora, que já tem retrato falado divulgado pela 73ª DP (Neves). Muito abalada e assustada, a mãe conta os momentos de aflição.

?Vi que uma mulher me seguia mexendo com o B. Mandava beijos para ele e perguntou se era meu filho. Me pediu para pegá-lo no colo. Neguei e ela continuou atrás de mim puxando meu braço e pedindo o garoto. Tentou arrancá-lo de mim e me deu um tapa no rosto. Mesmo com B. no colo, dei um tapa nela. Usei o instinto de mãe?, disse.

Natália ainda derrubou a criminosa. ?Quando ela caiu, continuei a chutando no rosto e corri por 50 metros. Ao olhar para trás, avistei a mulher fugindo numa moto vermelha no sentido do Morro do Castro. ?Meu filho está traumatizado?, lamenta.

Após a confusão, Natália foi levada para casa por um amigo. Segundo ela, a criminosa aparentava 30 anos, cerca de 1,65 m, é magra, morena com os cabelos encaracolados, se vestia bem e usava cordão chamativo com a letra D.

Na semana passada caso semelhante aconteceu em Ramos, no Rio. Uma mulher cortou o pescoço de Daniele Ramos e levou sua filha recém-nascida, salva logo depois por um serralheiro.

Fonte: O Dia Online