Mãe de vítima de acidente perdoa motorista e diz: "Não teve culpa"

Seu único filho e nora morreram sábado, em Salvador, e deixam uma filha.

Dona Joseane, que perdeu o único filho e a nora em um acidente sábado (10), na Avenida Paralela, em Salvador, concedeu uma entrevista à TV Bahia, afiliada da Globo no estado, logo após o enterro das vítimas. Ela revelou que o motorista do veículo e seus familiares chegaram a telefonar pedindo perdão.


Mãe de vítima de acidente perdoa motorista e diz:

"Ligou a família toda me pedindo perdão, só que ele não teve culpa, foi um acidente. Poderia ele [filho] estar dentro de um ônibus ou atravessando [a rua] eles dois e acontecer, acidente, é a vida, é assim mesmo.

Perdoo plenamente e vou ver ele, não vou hoje [domingo], que não tenho condições, mas amanhã eu vou ver ele, não vou jamais largar ele, sempre ficou lá em casa, eram muito amigos, como irmãos, a amizade deles era muito bonita e eu vou manter a amizade deles, jamais eu vou dizer `você foi o assassino de meu filho`, porque ele não foi, foi a permissão de Deus", diz Dona Joseane.

Nilton e a mulher, Silvani Santos, morreram quando iam de carona para o trabalho com um amigo, que teve ferimentos leves e já recebeu alta. Uma multidão formada por amigos e familiares das vítimas acompanhou o enterro na manhã de domingo (11), no cemitério da Ordem Terceira de São Francisco, na Baixa de Quintas.

Emocionada, a mãe de Nilton falou ainda sobre os planos para o futuro após a perda do filho e da nora. "Meu coração está aflito, é muita dor, mas tudo em paz, chegou a hora dele, eles estão bem, é o que vai me confortar. Vou cuidar de minha neta, Deus quis assim, assim vai ser. Vou tocar a vida. O sonho dele era terminar a casa e eu vou terminar. O que eu puder fazer eu vou fazer, realizar os sonhos dele...", afirma Dona Joseane.

Acidente

O veículo no qual o casal estava ficou totalmente destruído com o impacto da batida contra um caminhão. O teto do carro voou e a frente ficou retorcida. Motorista do caminhão, Seu José Everaldo saiu do Ceará para fazer um serviço na Bahia. Ele diz que foi surpreendido por dois carros em alta velocidade. Um motorista teria buzinado pedindo passagem e o outro bateu no fundo do caminhão. ?Se tivesse mais espaço para eu abrir o carro, eu abria, mas não dava, foi em cima do poste, dessa árvore, não tinha como abrir mais para eles. Que Deus abençoe eles, né?, diz Seu José.

Trânsito

Por causa do acidente, o trânsito quase parou na Avenida Paralela durante a manhã de sábado, sentido aeroporto. Ambulâncias e os carros do Corpo de Bombeiros tiveram dificuldade para circular, e até os peritos da polícia técnica demoraram para chegar ao local por causa do trânsito lento.

O congestionamento também afetou outros bairros de Salvador, como as Avenidas ACM e Bonocô, além da orla. Das 7h de sexta-feira (9) até as 7h de sábado, a Transalvador registrou nove acidentes, com cinco feridos na capital e região metropolitana.

Fonte: G1