Mãe diz que filho foi ferido com vidro em sabonete durante banho

Mãe diz que filho foi ferido com vidro em sabonete durante banho

Avó notou que bebê chorou durante o banho e encontrou vidro no produto.

A estudante Suzany Medeiros, 23 anos, registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil em Campo Grande, na segunda-feira (18), depois que o filho Matheus, de 10 meses, sofreu ferimentos nas costas. Suzany diz que os machucados apareceram depois que a avó da criança usou um sabonete da marca Pom Pom, quando dava banho na criança no domingo (17), e encontrou cacos de vidro dentro do produto.

O site entrou em contato com a Pom Pom na manhã desta terça-feira (19). A empresa informou, em nota, que está tomando todas as providências para a verificação do caso relatado, entrou em contato com a consumidora e está à disposição para dar assistência necessária.

No domingo, Suzany postou a foto das costas do filho no Facebook e o relato já teve cerca de 58 mil compartilhamentos. "Eu postei a foto para mostrar o que aconteceu, não imaginei que teria tanta repercussão assim ".

No mesmo dia, a consumidora também entrou em contato pelo Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) da empresa Pom Pom, responsável pela fabricação do produto, mas, foi informada de que o serviço só funcionava de segunda a sexta-feira.

Susto

Suzany diz que ficou assustada com o que aconteceu. A estudante contou que avó de Matheus percebeu que a criança estava incomodada e começou a chorar.?Ele é muito bonzinho e não é de ficar chorando no banho. Então, minha mãe pensou que tivesse caído shampoo no olho dele e quando foi enxaguar a cabeça e tirá-lo da água, viu o arranhado nas costas?, disse.

A avó do bebê passou o dedo no sabonete e encontrou o caco de vidro. ?Ouvi muita gente criticar porquê passamos o sabonete direto na pele do bebê, mas isso não justifica o que aconteceu?, disse Suzany. A estudante garante que o produto era guardado em uma saboneteira e não teria caído no chão nenhuma vez. O mesmo sabonete já estava sendo usado há cerca de uma semana.

Ainda segundo a estudante, o SAC da Pom Pom informou à ela, na manhã de segunda-feira (18), que um representante local iria procurá-la no prazo de cinco dias para fazer a troca do produto. O sabonete foi entregue na 7ª Delegacia de Polícia Civil onde Suzany registrou um boletim de ocorrência por lesão corporal culposa. O bebê passou por exames de corpo de delito.

Confira, na íntegra, a nota da empresa:

"A Pom Pom informa que está tomando todas as providências para a verificação da ocorrência relatada por consumidora sobre o sabonete da marca. A empresa já entrou em contato com a consumidora e está à disposição para dar a assistência necessária.?

Fonte: G1