Mãe se desespera em enterro do filho morto em aula:"Volta para mim"

O garoto morreu após uma aula de educação física.

A mãe do estudante de sete anos que morreu após ter passado mal durante uma aula de educação física em uma escola estadual de Guarujá, no litoral de São Paulo, deixou várias mensagens em homenagem ao filho em seu perfil em uma rede social. No texto, ela lamenta a morte precoce do filho e diz que não vai suportar a dor de ficar sem ele. Ronald foi enterrado na última quarta-feira (23), no Cemitério Vila Julia.

O garoto morreu na última terça-feira (22), pouco tempo depois de dar entrada no Hospital Santo Amaro. A criança estudava na Escola Estadual Jacinto do Amaral Narducci, no bairro Cachoeira.

Segundo um atendente do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), o menino estava na aula e uma professora percebeu que ele havia se deitado no colo de outra colega de classe. Ao se aproximar, ela notou que a criança estava sem ar. “Ele estava cianótico, arroxeado, por falta de oxigênio. Logo eles chamaram o 192, mas a professora o removeu ao hospital por conta própria e acabou se encontrando com a nossa ambulância no meio do caminho”, afirma o socorrista, que preferiu não se identificar.

Mesmo após o resgate e procedimentos feitos para tentar salvar a criança, Ronald acabou falecendo. Logo após a morte do garoto, a mãe dele, Juliana Oliveira, postou uma mensagem emocionada. "Filho, volta pra mim. Vou morrer. Não vou suportar ficar sem você, meu anjo mais lindo. Por que Deus fez isso comigo? Tá doendo muito", escreveu.

Ainda sem acreditar no que havia acontecido, vários amigos comentaram a publicação e deixaram mensagens de apoio para a família. Em luto, a mãe do garoto desabafou após o enterro no Cemitério Vila Júlia, em Guarujá. "Filho, fui enterrada junto com você, meu Ronald. Aqui só ficou meu corpo em pedaços", finalizou.


Fonte: Com informações do G1