Mãe se recusa a tomar analgésico para não interromper amamentação

“Eu prefiro estar com dor e ele ser alimentado", disse Thamalia

Mesmo sentindo fortes dores, após cair de um lance de escada e ir parar no hospital, a australiana Thamalia Muller Benjamin Greenbury-Hall, abriu mão da medicação adequada para continuar amamentando seu bebê de nove meses.

Na última quarta-feira (24), ela publicou em seu perfil no Instagram uma foto ainda no leito do hospital dando de mamar ao filho, Roland, usando um colar cervical e sendo monitorada.

 Thamalia contou durante uma entrevista que só aceitou tomar paracetamol, que era pouco eficaz para controlar a dor, mas que não a impediria de amamentar o bebê.

“Eu prefiro estar com dor e ele ser alimentado, especialmente no momento em que ele deveria estar na cama dormindo”, disse a mãe, que caiu da escada após sentir uma tontura provocada por sua cardiomiopatia.

Mãe se recusa a tomar analgésico para não interromper amamentação (Crédito: Reprodução)
Mãe se recusa a tomar analgésico para não interromper amamentação (Crédito: Reprodução)


Thamalia se recuperou da queda e já está em casa. Ela postou um relato dedicado à amamentação nas redes sociais:

“Na noite passada, sofri uma queda de um lance de escadas de 12 degraus. Incrivelmente, não tive nenhum osso quebrado, só bati e fiquei com hematomas! Eu estava tão nervosa de dar entrada no hospital, sabendo que meu filho não pegaria mamadeira, e ele estava mamando bastante. Felizmente, eu tive ótimas enfermeiras e médicos que me ajudaram e eu não precisei dizer nenhuma palavra sobre ele dormir comigo! Aqui está uma foto nossa, na amamentação com colar cervical! Nos sentindo muito abençoados! Nove meses de amamentação”.

Fonte: Com informações do Razões para acreditar