Magneto brasileiro, corpo de menino atrai objetos metálicos

Magneto brasileiro, corpo de menino atrai objetos metálicos

“Eu estou achando bom. É estranho, mas não sinto dores. Acho tudo normal”, revela.

Marcos Paulo Garbone Gimenez, de 8 anos, diz ter descoberto na última sexta-feira (4) que seu corpo tem a capacidade de atrair metais. A situação para o menino, que mora no setor Celina Park, em Goiânia, ainda é uma novidade e tem deixado família e amigos curiosos. ?Eu estou achando bom. É estranho, mas não sinto dores. Acho tudo normal?, revela o garoto.

A descoberta aconteceu depois que a mãe de Marcos Paulo, a advogada Rita de Cássia Garbone Gimenez dos Reis, viu uma reportagem na TV sobre o menino Ivan Stoilikovic, que virou atração na cidade de Koprivnica, na Croácia, porque teria poderes magnéticos. ?Os médicos estavam fazendo testes com as crianças. Eu reparei que os metais só grudavam nas mais gordinhas e, como o Marcos é gordinho, eu decidi que ia testar a técnica com ele depois?, conta.

Segundo Rita de Cássia, o teste foi feito durante o jantar, com sucesso: ?Nós estávamos jantando e eu coloquei um garfo nele e ficou. Aí começamos a colocar colher, faca, cinzeiro, panela e até um ferro de passar roupa. Todo mundo aqui em casa tentou fazer a mesma coisa, mas os objetos metálicos só ficaram grudados nele?.

A dermatologista Juliana Salgado disse não acreditar na capacidade eletromagnética do corpo. Para ela, a explicação está na produção de suor e sebo, que facilita que objetos de superfície lisa grudem na pele. Alysson Muotri também avalia que o suposto magnetismo é apenas um mito, tanto que o jovem "segura" itens como um celular, cuja superfícil é plástica. "Nossa pele é, por definição, viscoelástica. E algumas peles são mais grudentas do que outras", revelou.





Fonte: G1