Com demência pugilística, Maguila recebe alta e esposa afirma que doença foi causada por socos

Com demência pugilística, Maguila recebe alta e esposa afirma que doença foi causada por socos

De acordo com a família, uma demência pugilística veio em decorrência dos golpes recebidos nos ringues.

O ex-pugilista Maguila recebeu alta hospitalar após três semanas internado no Hospital das Clínicas, em São Paulo. Diagnosticado há três anos com Mal de Alzheimer, ele já não apresenta sinais de agressividade e passa bem, recebendo remédios e cuidados médicos em casa. Segundo a esposa do ex-atleta, Irany Pinheiro, Maguila também sofre com uma demência pugilística, trauma no cérebro muito comum entre ex-boxeadores.

- Maguila teve alta ontem (quinta-feira). Ele vai continuar recebendo cuidados especiais em casa. Ele está bem, conversando com a gente. Os medicamentos ainda dão muita sonolência. Os exames foram feitos no hospital por conta da própria enfermidade. Ele já tinha sido diagnosticado com Alzheimer, e tem uma demência pugilística, por conta dos socos que recebeu durante suas lutas. A própria luta causou isso. Existem pessoas que não lutam e têm Alzheimer. Ele também teve o lado direito do cérebro afetado - revelou Irany, que foi informada de toda a situação do marido pela equipe médica que tratou do caso.

O Mal de Alzheimer é uma doença degenerativa que possui tratamento. Segundo Irany, o ex-lutador tem lapsos de perda de memória em seu cotidiano. O casal vai aproveitar o feriado do carnaval para viajar e descansar.

- Os medicamentos vão aliviando. Ele às vezes esquece o dia, a hora. Ele tem lapsos de demência, se confunde - completou.

Adilson Maguila Rodrigues está com 54 anos e deixou os ringues em 2000, com 77 vitórias, 61 delas por nocaute, em 85 lutas. Depois de se aposentar, ele gravou um CD de samba e tentou se eleger, sem sucesso, deputado federal. Ele e a esposa são responsáveis por uma organização não governamental.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com