Maior mancha solar dos últimos 24 anos pode afetar a Terra

Maior mancha solar dos últimos 24 anos pode afetar a Terra

Tempestades solares podem afetar funcionamento de satélites

A maior mancha solar a aparecer na estrela mais próxima da Terra em mais de duas décadas está apontada para o planeta mais uma vez e vai provavelmente iniciar tempestades solares, de acordo com informações do site americano Mashable.

A mancha solar enorme, anteriormente conhecida como Região Ativa 12192, se virou em direção à Terra em outubro, mas logo mudou de posição. Agora, a região ativa tem girado de volta a encarar a Terra mais uma vez, e, embora a mancha tenha diminuído de tamanho, provavelmente vai ser perturbadora, dizem cientistas da NASA.

A mancha é grande o suficiente para encobrir dez corpos celestes do tamanho da Terra. As tempestades podem afetar o funcionamento de satélites e interferir nas fontes de energia. Cientistas ainda não conseguem prever quando as manchas solares vão produzir labaredas e se essas lançarão ejeções de massa coronal.

“Desta vez, é mais provável que tenha algumas ejeções de massa coronal associados a ela, mesmo que as erupções solares possam ser menores”, disse a cientista da NASA Holly Gilbert. “Temos uma boa ideia, com base na estrutura de campo magnético e da mancha solar, de que possivelmente vão ocorrer erupções solares de nível médio”.

Manchas solares são regiões no Sol em que há mudanças repentinas em seu campo magnético. Essa situação bloqueia a luz e o calor de passaram pela região da mancha, fazendo com que aparece uma área escura no Sol em relação às áreas ao redor.

A NASA informou que essa é a maior mancha solar registrada desde 1990.

Curta o Portal Meio Norte nas redes sociais

Fonte: Terra