Maioria dos homens e mulheres não sabem que 'têm' DST, diz estudo

A doença é conhecida desde os anos 80 mas ainda não é confirmada.

Cerca de 94,4% dos homens e 56,2% das mulheres não sabem que possuem uma doença sexualmente transmissível, de acordo com estudos da Universidade de Washington. A Mycoplasma genitalium é conhecida desde os anos 80, mas até hoje os cientistas ainda não tem 100% de certeza se ela é realmente sexualmente transmissível, apesar de ser a maior chance.

O estudo recente fornece ainda mais evidências para que a hipótese se confirme: a doença prevaleceu em quem tinha vários parceiros ou praticava sexo sem camisinha. Nenhuma infecção foi encontrada em quem nunca teve relações sexuais.

No total, 4507 pessoas fizeram parte do estudo. Dessas, 2,5% carregavam a bactéria, mas poucos já tinham experimentado algum sintoma além de sangramento depois do sexo. A doença é tratável com facilidade, através de antibióticos. Mas o fato de poucas pessoas saberem da sua existência dificulta a melhora do paciente.

Segundo Pam Sonnenberg, liíder do projeto, "A nova informação, juntamente com as informações sobre padrões de resistência para guiar a escolha de antibióticos, vai gerar recomendações sobre como testar e lidar com a Mycoplasma genitalium".

Image title


Fonte: Brasil Post