Mais de 30 ônibus são incendiados durante ataque por represália da morte de traficante na grande SP

Mais de 30 ônibus são incendiados durante ataque por represália da morte de traficante na grande SP

23 ficaram totalmente destruídos e 12, parcialmente

Trinta e cinco ônibus da viação Urubupungá, em Osasco, na Grande São Paulo, foram incendiados na madrugada desta terça-feira (22). Trinta e quatro estavam na garagem da empresa e um foi atacado quando estava na rua. Ninguém ficou ferido, segundo o Corpo de Bombeiros.

Vinte e três veículos ficaram totalmente destruídos e 12 foram parcialmente atingidos pelas chamas. Por volta da 1h, pelo menos três criminosos entraram garagem, que fica na Avenida Presidente Médici, no Jardim Mutinga, renderam o segurança e o manobrista, despejaram gasolina em dois ônibus e o fogo se alastrou.

Segundo a Polícia Militar, o ataque possivelmente ocorreu em represália à morte de um traficante na noite de segunda-feira. A PM busca imagens das câmeras da empresa para tentar identificar os criminosos. Ninguém foi preso.

Os ônibus incendiados representam 20% da frota de 178 ônibus da empresa, que atende 21 linhas da cidade, a maioria na Zona Norte e em Osasco. Os ônibus da Urubupungá estão circulando com intervalos maiores e passageiros lotam os pontos de ônibus da cidade.

Outros ataques


Mais de 30 ônibus são incendiados durante ataque por represália da morte de traficante

Entre a noite de segunda-feira (21) e a madrugada desta terça (22), mais três ônibus foram incendiados em outros pontos da cidade. Dois dos ataques aconteceram na região de Ermelino Matarazzo, na Zona Leste.

O terceiro ônibus foi queimado na Avenida Coronel Sezefredo Fagundes, no Tremembé, na Zona Norte, durante um protesto contra a falta d"água na região. Segundo a Polícia Militar cerca de 50 pessoas incendiaram o ônibus, que fazia a linha Cachoeira-Santana. Ninguém se machucou.

Fonte: G1